XLX com suporte YSF Server

 

Entrou ontem em funcionamento  em todos os reflectores XLX nacionais, isto após testes no XLX040, o novo protocolo YSFS que permite aos utilizadores Fusion o acesso aos 26 modulos do sistema XLX permitindo assim um maior acesso a esses utilizadores. Este acesso é feito tendo configurado no pi-star qual o reflector XLX a usando o Search selecionar o modulo pretendido.

 

Descrição dos Sistemas:

 

XLX040 – Todos os módulos possíveis de utilização. Módulo “A” internacional.

 

Este XLX não comuta nenhuma ligação aquando o seu acesso.

 

XLX268 – Todos os módulos possíveis de utilização, incluídos os com ligação “bridge” a outros sistemas. Módulo “A” internacional.

Módulo A – Internacional
Módulo C – DSTAR, Fusion YSFReflector, DMR 268913
Módulo D – DSTAR, Fusion YSFReflector, DMR 268
Módulo E – DSTAR, Fusion YSFReflector, DMR 268912
Módulo F – DSTAR, Fusion YSFReflector, DMR 915
Módulo H – DSTAR, Fusion YSFReflector, DMR 268903
Módulo T – DSTAR, DMR 26863

 

Este XLX comuta ao módulo E aquando o seu acesso.

 

Todos os restantes podem ser usados em modo YSFS como no XLX040.

 

 

Agradece-se informação se algo for notado.

 


 

HotSpot Security

 

O que é o Hotspot Security no seu hotspot ?

 

Já devidamente difundido e comentado em vários locais, os Hotspots que se conectam a um servidor BrandMeister usando o protocolo homebrew ou MMDVM requerem uma senha para se ligarem.
Atualmente, a maioria usa a “senha default do servidor”, que está publicada na página wiki do BrandMeister do país correspondente. Alguns pacotes de software incluem essas senhas padrão, dispensando os utilizadores de pesquisar e inserir essa password.

É possível, e agora é altamente recomendável, que cada utilizador configure a sua própria senha personalizada no “BrandMeister Selfcare”.

 

Porque devo personalizar a password do meu hotspot ?

 

O Primeiro motivo será: – Se não personalizar uma password para o seu hotspot qualquer um pode usar o seu ID (268xxxx) para configurar num hotspot dele usando a password que existe por defeito para tal. Infelizmente isto acontece cada vez mais, daí a nossa recomendação para que todos configurassem a password a usar. A password criada é para o indicativo, ou seja é criada uma única para todos os Hotspots que o Indicativo utilize, seja um ou até 99.

O Segundo motivo: – Desde 01-01-2020 alguns masters, brevemente todos, acabaram com a password default do Brandmeister para acesso dos Hotspots, isso cria um problema a quem use outros masters para se ligar na rede, no presente caso o Master que já executa este novo processo é o 2141 – Espanha, em breve outros se seguirão. O processo de criação da sua própria password é descrito abaixo com imagens, qualquer dúvida deve ser endereçada para o team.dmr.pt@gmail.com

 

Como proceder ?

 

Primeiro, criamos uma password no seu espaço Selfcare do BrandMeister.

  1. Faça o Login em BrandMeister Selfcare
  2. No topo direito clique no seu indicativo

 

 

  1. Clique na opção “SelfCare”

 

 

  1. No fim da página ligue o botão “Hotspot Security”

 

 

  1. Uma Caixa para introdução da password irá aparecer. Entre nela o desejado e depois pressione o botão “Save”.

 


 

Anytone D878 & D578, APRS how to….

 

 

 

Para termos ativo o envio da informação GPS do nosso radio precisamos do seguinte:

– de ter conta Selfcare no Brandmeister e configurada com o tipo de equipamento correto, se no menu “Optional Setting” no separador “Digital Fun” selecionarmos M-SMS será Motorola Radio, se H-SMS então será Hytera.

– o rádio bem configurado. Após o radio definido no Selfcare vamos ver o que é necessário no lado do CPS. Primeiro selecionamos no menu “APRS”, isso irá abrir um quadro dividido em algumas sessões:

 

 

No lado direito, em Digital, temos diversos templates, tenho verificado que muitos preenchem estes templates com informação diversa, como seja a escolha de um canal específico, isto poderá servir se o nosso intuito e numa qualquer circunstância usar um identificador diferente ou ate mesmo nenhum. Pessoalmente como pretendo usar o APRS sempre e só com um único identificador deixo tudo conforme está, ou seja, é o canal onde estiver na altura e o slot que estiver a usar. No APRS TG, existe o comum a todos os masters Brandmeister, ou seja, o MCC do país + 999, ou seja, 268999 e no caso português existem ainda uns já configurados e que ultrapassam o que estiver configurado no Selfcare, são eles desde o 268960, cujo boneco representa uma casa, até ao 268969 que é o SSID -9 ou seja um carro. No caso de portáteis usa-se o 268967 igual ao SSID -7, este é o TG que uso.
Abaixo deste campo tem o modo como vão usar esse TG, ele é privado.

Abaixo temos o tempo de espera para ativação do repetidor “Repeater Activation Delay”, temos testado alguns valores e 400ms parece ser o correto, não gerando falhas de envio, isto se em automático. Mais à frente falarei sobre o não envio em modo automático, havendo só envio se falarmos, ou seja, se for ativado por PTT.

Por debaixo da sessão Digital temos a Analógica.

Se quisermos desativar a “ronca” de cada vez que emitimos devemos colocar em Off o campo “APRS TX Tone”. Algo que também devemos alterar é o indicativo de destino, o que identifica o tipo de equipamento na rede APRS, no caso do Anytone 878 devemos colocar APAT81, se D578 será APAT51, no SSID de destino deixaremos o 0, no nosso indicativo colocaremos o nosso em maiúsculas, e no nosso SSID o identificador de menos qualquer coisa, por norma será o -7 (portátil). Os outros dois campos são referentes ao “boneco” a usar, existem duas tabelas, uma principal e uma estendida que permite mudarmos o boneco apresentado perante a rede APRS. Abaixo temos o caminho e o número de saltos, para os portáteis o WIDE1-1 é quanto baste, para móveis ou quem ande de portátil, mas em movel o WIDE1-1WIDE2-2 é aconselhável. Atenção que o equipamento tem um bug e para os que estão habituados a que cada sentença tenha um ponto e virgula não o devem colocar neste campo, sigam o que vinha estabelecido por defeito.
Ainda dentro do Analógico temos a frequência a usar, 144.800, o atraso de transmissão, no caso do analógico pode ser algo entre os 100~200ms, os tons a usar, no caso nenhuns, o pré envio, que poderá ser de 300ms e qual a potencia que pretendemos usar.

Temos ainda os ajustes a serem feitos no caso de envio automático ou manual e ainda a posição fixa, não lhe acho muita piada, mas existe. No caso do intervalo de TX em manual é o tempo em que numa transmissão vamos fazer envio do sinal GPS, este campo tem valores entre 0 e 255, afim de evitar muitos envios dentro do mesmo QSO ou seja em 3 minutos poderemos escolher um valor entre 90 a 175 seg., 90 dará a possibilidade de 2 envios dentro do ToT e 175 dará só 1 único envio, estes valores devem ser confirmados e configurados por cada um dependendo da necessidade ou gosto pessoal e do tempo de presença na rede, há colegas que em quando emissão não falam mais que 20 ou 30 seg. neste caso e para esses, será de alterar este valor porque se não o sistema nunca irá enviar a localização.

O APRS auto TX, permite o equipamento fazer a emissão do sinal APRS no tempo selecionado. Não devem ser usados valores como 10 seg. ou 15, isso provoca uma saturação na rede, não necessária. Valores entre os 60, 90 ou 120 seg. são o ideal

O suporte para o roaming, no meu entender não tem nenhuma razão de existir, o equipamento não seleciona repetidores por posição geográfica, aliás nem tão pouco sabe onde eles estão, mas sim pelo sinal recebido dentro de uma tabela configurada pelo utilizador.

Por último temos o Beacon fixo, que vai usar as coordenadas em graus decimais introduzidas pelo próprio.

 

Esta foi a primeira parte da programação necessária para uso do APRS.

 

Vamos agora analisar o necessário nos canais.

 

 

Aqui temos pouco a configurar, no campo “APRS Report Type” escolhemos “Digital” e no caso de termos deixado o intervalo de “APRS Auto TX Interval” em Off no menu APRS, aqui no canal devemos no campo “Digital APRS Report Channel” escolher o tipo de Template que definimos no menu APRS. Ora como nesse menu deixámos todos com o mesmo tipo de seleção, ou seja, o canal em que estamos e a slot em que estamos, neste caso basta só ativar o Digital APRS Report Channel para On e deixar o Template como está. Neste caso, e como iniciei dizendo, o sinal GPS é enviado pelo próprio, para isso selecionamos no campo “Digital APRS PTT Mode” o On.

Se a sua ideia é ser automático, então no menu APRS selecionamos o intervalo de Auto TX, deve estar entre os 60 e os 180 seg. e no canal desativamos o campo “Digital APRS PTT Mode” passando-o para OFF

Ontem, por esquecimento e até pela pouca “visibilidade” não referi o APRS analógico. O procedimento é o mesmo, o canal é único, frequência de 144.800, a seleção do tipo de relatório de APRS será “Analog”, dito isto fica a faltar que para trabalhar em APRS analógico o canal terá que estar ativo numa das bandas, A ou B, e o “APRS auto TX Interval” terá que estar habilitado com um valor superior a 30 seg. isto é um mínimo.

 

 

Links uteis:

Símbolos APRS: http://www.aprs.org/symbols.html

 


 

3º encontro anual Team DMR PT

 

Teve lugar ontem, 31 de Agosto, mais um almoço convívio organizado pelo Team DMR Portugal, celebrando o 3º ano (embora com atraso visto a data de celebração ser Fevereiro) da presença desta rede em território nacional. O encontro realizou-se no restaurante “O Camelo”,um local aprazível situado nas imediações de Torres Vedras (A-dos-Cunhados).

 

 

Estiveram presentes vários colegas amantes do DMR e não só, foram trocadas ideias, esclarecidas algumas dúvidas, isto para quem não era ou nunca utilizou modos de voz digital, trocaram-se conhecimentos e soluções, isto tudo regado com bons vinhos da região, com entradas variadas onde faz parte os mexilhões desta casa, vários pratos e o leitão, assado ao momento e escolhido por quem se decidiu a ir directamente ao forno buscá-lo em vez de esperar pelo empregado.
Enfim, uma tarde memóravel.

 

Neste evento estiveram presentes os seguintes colegas:

 

 

CT1EUW, CT2JAY, CT1EBN, CT1JIB, CT1JQJ, CT1FZC, CT2GAI, CT2GPZ, CT2KEV, CT2IZS, CT1ECM, CT1CUW, CT1DOV, CT1XZ, CT1EYY, CT2IDB, CT5JYE, CT2GXZ, CT2HGP, CT5JUC, CT5JUD e respectivas famílias num total de 36 presenças.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A todos os presentes o nosso muito obrigado e até para o ano.

 


 

3º Almoço/convívio

 

Team DMR PT 3ºaniversário

 

 

Convida para mais um almoço/convívio de rádio amadores simpatizantes dos sistemas de voz digital, ou tão somente pela amizade e convívio, almoço esse que se realiza no Restaurante “O Camelo” em à-dos-Cunhados. Torres Vedras, coordenadas: 39.1642237, -9.2753529 / N39º 9′ 51.20”, W9º 16′ 31.27” no dia 31 de Agosto, hora de início, 12:00H, para quem use a A8 sai na saída 9.
Este restaurante tem 3 salas e um amplo espaço exterior.

 

Espaço exterior

O almoço é em regime de buffet com diversos pratos à escolha, bem como mesas de queijos. Conta também com o leitão assado no local, porco assado no espeto e outras iguarias.

 

 

 

Nesta reunião irão ser atribuídos os diplomas da actividade “DMR Simplex/SOTA 2019”

Os custos por pessoa são de 15€, crianças até aos 8 anos só pagam metade deste valor. As reservas poderão ser feitas através de:

Telegram: Net CT Suporte, email: team.dmr.pt@gmail.com, informando do número de pessoas

Novo TG e alterações…

 

 

 

Na sequência dos ataques realizados a todos os 43 “masters” da rede BrandMeister mundial que teve início no dia 16, estes ataques criaram falsos utilizadores na rede que foi necessário apagar. Esta ação foi realizada pelo core central do BrandMeister que ao eliminar o mau levou algo de bom e necessário.

No que nos toca, demos conta de que algumas contas dos gestores de repetidores tinham sido apagadas, bem como todos os Clusters. Foram verificadas as contas dos gestores dos repetidores, foi recriada a tabela dos clusters e novamente adicionada aos respectivos repetidores. Esta recriação permitiu repor alguma ordem tendo em conta a alteração feita em Outubro de 2016 aquando a criação dos clusters em que a ideia era o aglomerado deles por região, isto não veio a acontecer por razões invocadas pelos gestores dos repetidores o que deu origem a que esses repetidores mais antigos tivessem como “Local” o TG8 contra o que foi por nós iniciado em 2017, TG2 como local acessível de qualquer ponto da rede ou TG8 regional englobando um certo número de repetidores e também este acessível de qualquer ponto da rede.

Dadas estas alterações, forçadas pela necessidade de recriar o apagado, seguimos então o estipulado em 2017, assim os seguintes repetidores que antes tinham o TG8 como local e que passaram como os demais a ter TG2 são:

CQ0DAM (Amarante)

CQ0DTRZ (Arestal)

CQ0DCD (Candeeiros)

CQ0UCSC (Cascais)

CQ0DOD (Odivelas)

CQ0DKE (Torres Vedras)

 

O repetidor CQ0DRX (Roxo) tem o TG8 = 268904 sendo este a nova região de Coimbra, como ligação Local será TG2 = 268205

O repetidor CQ0DCO (Coimbra) tem o TG8 = 268904, como Local será TG2 = 268202

 

Concluindo

Só 6 repetidores terão o TG8 alterado por TG2, mantendo a antiga estrutura externa. Coimbra passou a ter uma região com TG 268904, este permite sair em qualquer um dos repetidores no TG8. Os utilizadores destes repetidores devem ter no canal Local que usavam anteriormente em TG8 um rxlist com o TG2, assim poderão ouvir as chamadas locais ou regional Coimbra.

Criado o Grupo Coimbra TG 268904

 

 


 

Nova ligaçao Wires-x

 

Com a colaboração do RCL – Radioamador Clube de Loulé foi hoje realizada a ligação entre TG 915 – Língua Portuguesa DMR para o room CQ-Portugal na rede Wires-X.

Neste sentido para os utilizadores da rede Fusion tem agora através do repetidor CQ0UFL a possibilidade de acesso  rede Wires ou  rede DMR através deste TG.

Convidamos os colegas deste sistema a estarem presentes no próximo Net CT.

 

 

 

 

Actividade em Simplex – Dia Nacional SOTA 2019

 

DMR em simplex

 

Sábado, dia 6 e 13 de Abril de 2019, vimos propor um desafio tanto aos Sotistas como aos “caçadores”, ou tão-somente participar e ver onde chega, seja como Sotista seja em casa com antena externa.

Vamos acrescentar neste dia também o uso de um radio DMR em modo simplex, nada de recursos de internet ou de repetidores, no espirito do SOTA a comunicação será em simplex puro, ligação ponto a ponto ou seja rádio-a-rádio.

Frequências a usar:

Em UHF será a frequência de 433.450 slot2/TG 9, em muitos codeplug esta frequência existe num canal chamado “Local” e na Zona “Hotspot”, para quem não o tenha é simples de configurar para criar um novo.
Em VHF será a frequência 145.375 slot2/TG 9, provavelmente irão ter que criar este canal, por não fazer parte de nenhum codeplug distribuído.

A chamada será a que desejarem, mas tal como no SOTA poderá ser feito o mesmo anúncio, «SOTA chamada geral DMR» por exemplo, mas não pretendemos nesta primeira actividade criar procedimentos de utilização, regras essas que todos sabem como as aplicar.

Informações necessárias:

No caso de uma possível ligação S2S (sota para sota) é simples, são as referências SOTA, para os demais casos as coordenadas do contactado, em falta da mesma pelo menos a localização o mais precisa possível. Na posse desses dados, fazer o preenchimento de um documento Excel disponibilizado neste link com os dados solicitados e envia-lo para team.dmr.pt@gmail.com.

Lucros da actividade:

Embora o maior lucro seja nosso, pessoal, pelo facto dos nossos poucos watts terem alcançado algum ponto notório, temos também para oferta aos 10 primeiros classificados um Diploma. Esta actividade é simbólica, serve somente para verificação de que a falta de internet não é motivo para arrumarmos os rádios, o Diploma será algo que nos lembrará desse feito e o modo como vai ser entregue será também algo a acrescentar à actividade em si. A entrega dos diplomas será feita num almoço no restaurante o “Camelo” na zona de Torres Vedras.

Sistema de classificação:

Com os vossos dados iremos calcular o número total de kms, sendo que cada km corresponde a 1 ponto as contas são simples, quantos mais contactos e mais km maior será a pontuação.

 

A equipa DMR PT deseja a todos uma boa actividade

Almoço convívio dos utilizadores de Voz Digital

 

 

 

Paulo Sousa convida todos os radio amadores dos vários sistemas de voz digital, ou não sendo um utilizador entender o que é a voz digital, a estarem presentes neste almoço/convívio para confraternização troca de experiências e de conhecimentos.
 
Folgosinho é uma bonita freguesia pertencente ao concelho de Gouveia, situada na encosta Norte da Serra da Estrela, a 933 metros de altitude, sendo conhecida por ter sido, segundo a tradição, o local de nascimento do grande guerreiro Lusitano: Viriato.
 
Podem aproveitar para visitar esta pequena vila de ruas tradicionais serranas, tem a particularidade de ter as suas ruas decoradas com quadras populares, encimadas pelo seu Castelo, e contando com outros monumentos como a igreja Matriz do século XVI, o Pelourinho, o local de Cerro das Forcas onde existia a antiga Forca da vila, bem próximo do sítio arqueológico do Outeiro, ou as Fontes tradicionais da vila, como a do Pedrão.