O meu DV4mini

Após ter seguido “à distância” os problemas que iam surgindo com este dispositivo e esperar encontrar algumas dificuldades, espantem-se!! não encontrei.

Recebi ontem o meu DV4mini das mãos do distribuidor nacional (Avelino Barrote) que fez o favor de me entregar na minha habitação. Ontem o dia não correu de feição estando eu bastante cansado ao fim dele, arranjei ainda coragem para instalar a dita. Para isso arraquei com uma das máquinas virtuais que tenho, um Windows XP Pro 64 bits dual core com 4 Gb de RAM, a instalação do driver não foi pacifica porque a aplicação exige ser executada, na versão Windows, com o Windows 7 ou superior, no entanto gosto de desafios e fui contra o estabelecido. Instalei o driver CDC da MicroChip e mais um addon que é o usbser.sys (qualquer deles está nos files deste grupo), após o reconhecimento do dispositivo USB arranquei com a aplicação que detectou o driver em alguns segundos (existe informação na net de alguns minutos…???).
Os ensaios feitos foram em DSTAR, no DCS012 V e no DCS005 F, aqui tentava perceber se a passagem para DMR estava a ser feita em condições, mas enquanto não houver um repetidor que me permita ligar no reflector 4400 e falar com o DV4mini no DCS005 F de maneira a permitir-me verificar a qualidade da transmissão nada feito. Fiz um contacto com o DL2CY e dei por terminado os testes neste modo.
Liguei-me em modo DMR ao reflector 4712 e após uma chamada sem sucesso aos equipamentos lá ligados
(http://dstarportugal.dyndns.org/dmr/dongle.html) lá o colega Carlos Moreira – CT1DUM acedeu a responder, o que muito agradeço, falámos durante uns minutos, notei no áudio dele umas pequeníssimas falhas que nem chegavam a retirar o valor a letra empregue na fala, poderá ser a situação do desvio de frequência na caixa “Frequency Correction”.
Finalizei os testes pelos motivos afirmados mais acima, o cansaço não permitia mais.

 

dmr

 

Trabalhos daqui para a frente, instalação em Raspberry PI2 modo standalone com 3G e testes de ligação via DTMF, convenhamos que não dá jeito mudar de modo ou de módulo através de um ecrã. Se tudo isto for conclusivo, arranjei maneira de ter o meu próprio repetidor no carro, obviamente o mesmo não se pode afastar de mim mais que 1 Km devido aos 12 mW de emissão.

Testes DV4mini

Foram ontem realizados vários testes com a DV4mini ligada ao reflector DMR. Estes testes tiveram também a colaboração do colega F1HBG que ligou o seu repetidor de Paris ao mesmo reflector.

Para primeiros testes foram obtidos bons resultados e todos os intervenientes ficaram satisfeitos.

 

 

sMaster e reflectores DMR

Foi hoje terminada a ligação nacional da rede DMRPlus com a instalação e configuração do novo sMaster Portugal.

Pode verificar o mesmo neste mesmo site no separador sMaster-Pt.

Também foi concluído o processo de atribuição de reflectores DMR.

Portugal: 4712 (para não se esquecerem, tem o mesmo número do DCS)

Portugal-1: 4710 e Portugal-2: 4711

 

Novo DMR no país Basco

Desde el Radioclub Foronda de Vitoria-Gasteiz, vamos a instalar en los próximos días un repetidor Hytera RD625 que quedará integrado en la red DMR+ de radioaficionados con el código 214201, siendo el primer repetidor DMR conectado al DMR Master 2 de EA.

Este repetidor que funcionará inicialmente en modo mixto (analógico y digital), ocupará el sitio del actual repetidor analógico U71, 438.675 -7.600 de Zaldiaran (978m). y dispondrá de total conectividad a la red y con una cobertura de gran parte de Alava, parte de La Rioja, parte de Bizkaia y comarca de Miranda de Ebro (Burgos).

Después de experimentar varios años con la tecnología D-Star, continuamos una ilusionante etapa digital que seguro nos va a dar muchas satisfacciones.

Con el nuestro serán 4, hasta la fecha, los repetidores DMR en EA donde la red va creciendo sin pausa.

  • EA3DKP – Rosas. Girona. Red Motorola
  • ED3ZAQ – Castellar del Vallés. Barcelona. Red DMR+
  • ED1ZAE – Gijón. Asturias. Red DMR+
  • ED2YAP (call provisional) – Vitoria-Gasteiz. Red DMR+