F.A.Q.

 

***     FAQ     ***

 

  • “Existe algum tempo definido de transmissão, tal como existe nos repetidores analógicos?”
    Sim, todos os sistemas digitais tem um tempo de “on air” de 3 minutos no máximo. deve ter o seu equipamento configurado com um TOT de 3 min e um pré-alarme de 5 seg (isto nos equipamentos com essa possibilidade)

 

  • Como é que o DMR é diferente do DSTAR?
    O DMR é um padrão ETSI com vários fornecedores, o modo de emissão é TDMA com 2 canais de voz/dados numa mesma frequência, é mais eficiente na gestão do espectro, menor custo de infraestruturas e estas são menos complicadas. O DMR usa um vocoder de última geração, mais recente do que o utilizado no DSTAR. Os rádios DMR são actualizáveis por firmware, por isso o desempenho e as características dos rádios estão em constante evolução.

 

  • Não posso fazer a mesma coisa com o Echolink ou o IRLP?
    Não. Estes últimos interligam-se com base em redes analógicas.

 

  • Isto é apenas uma tecnologia da Motorola aplicada para rádio amadores?
    Não, existem múltiplos fabricantes: Motorola, Vertex, Kirisun, Tait, Hytera, Harris, Simoco e outros.

 

  • Será que estes repetidores irão interferir com os actuais repetidores analógicos?
    O DMR utiliza uma largura de banda de 7,6 kHz. O espaçamento normal em UHF é de 25KHz, em VHF é de 12,5KHz o que não é previsível haver interferências por parte de equipamentos DMR.

 

  • O DMR suporta a operação em modo analógico?
    Sim, no entanto para estar ligado na rede internacional e devido às regras definidas na mesma, não pode ter o modo analógico habilitado.

 

  • Onde posso comprar este material e quanto custa?
    Nos representantes das marcas. Neste momento só podemos contar com a nossa experiência pessoal e para a Hytera temos a TecRadio em Portugal, com preços para radioamadores.

 

  • Onde posso obter os cabos de programação e software CPS, e por que é que não posso programar a partir do painel frontal?
    Todo o material, software e cabos de programação podem ser adquiridos nos representantes das marcas, no entanto é possível fabricar alguns deles ou mesmo adquiri-los em mercados paralelos, como por exemplo: “aliexpress.com”. O software terá que ser sempre no representante, no caso do Motorola tem que ser adquirido. Para além da complexidade na configuração em relação a um rádio analógico, como o objetivo inicial do DMR seria o mercado profissional, as regras indicam que os rádios não podem ter teclado frontal e/ou não podem ser programados por essa via. Por isso é que só permite a programação através do software.

 

  • Com tantos modos digitais concorrentes, qual é o certo para o mundo do radio amador?”
    Se as normas fossem aplicadas por vários fabricantes, permitiria uma maior escolha e uma redução do custo ao consumidor final. Neste momento, cada um terá de avaliar qual o modo mais vantajoso para a sua utilização e posição geográfica.

 

  • Se o DMR é assim tão bom, por que não estão a Kenwood, Yaesu e Icom na corrida?
    Algumas marcas já estão a querer acompanhar a evolução. A Yaesu lançou um rádio TDMA no seu site (VXD 720). A Kenwood também conta com alguns modelos de portáteis e de repetidores. Existem ainda mais fabricantes do que os declarados acima. A ICOM tem o seu próprio sistema digital profissional que não é possível utilizar no serviço de amador.

 

  • Posso selecionar grupos ou refletores específicos com o DMR?
    Sim, o DMR tem capacidade de se ligar a Grupos de Conversação (TG) e esses grupos podem ser locais, regionais, nacionais ou mundiais, para isso utiliza-se ligações a cBridges e SmartPTT. O BrandMeister, permite que estas ligações sejam feitas em modo de utilizador permitindo, por exemplo, a ligação a um utilizador em outro país e repetidor como acontece com o DSTAR, mas com as vantagens do sistema DMR.

 

  • Posso ligar o meu repetidor Vertex DMR na rede BrandMeister?
    Não, os repetidores Vertex não suportam IP Site Connect.

 

  • Quantos Grupos de conversação / ou Canais posso ter num rádio DMR?
    Regra geral, podem ser programados nos rádios até 1.000 contactos, neles incluem-se os TG’s e os contactos de utilizadores (como a nossa lista de endereços do telemovel).

 

  • Por que o visor do rádio não mostra todos os indicativos das estações?
    Os rede DMR é uma rede numérica, os radios recebem esses números, que é em tudo semelhante ao número de um contacto numa lista de contactos de um telemóvel, denominado DMR ID. Os indicativos comuns podem ser carregados na sua lista de contactos e assim identificar o utilizador pelo indicativo. Por exemplo: na lista de contactos inserimos 2683001 (DMR ID) e no nome a atribuir a este número CT1HDC. O que irá acontecer ao recebermos uma emissão feita pelo seu equipamento é que vai ser mostrado no ecrã alternadamente CT1HDC ou 2683001.

 

  • Porque preciso de obter um DMR ID?
    Os DMR ID’s são como o número atribuído ao seu telefone. Precisa de programa-lo no seu rádio para poder ser reconhecido na rede antes de emitir através desta.

 

  • O que faço para obter o meu ID#?
    Pode obtê-lo aqui. Selecione a linha “Register services for an individual callsign (não repeater!).” e preencha os demais requisitos. Tenha preparada uma cópia (imagem) da sua licença de radioamador.

 

  • “O alcance do DMR é igual ou melhor do que o analógico?
    Em termos de cobertura será igual ou melhor com o DMR em comparação com um sistema analógico, no mesmo local e com a mesma antena, mas certamente com áudio de melhor qualidade.

 

  • É realmente verdade que a carga da bateria tem uma maior longevidade com o DMR?
    Sim, a autonomia da bateria é aumentada em cerca de 40% em relação a um rádio analógico de FM com a mesma potência de emissão. Isto é devido ao TDMA, a transmissão e receção ocorrem em metade dos ciclos normais do uso de energia. Quatorze (14) a dezasseis (16) horas de uso intenso não são invulgares de obter num equipamento DMR.

 

  • Tem o DMR o famigerado R2D2 em áreas de má cobertura?
    O desvanecimento do sinal DMR
    é minimizado usando CRC, algoritmos FEC e a re-sincronização de tempo é mais rápida depois de deixar a cobertura. A qualidade do áudio é muito melhor. Se a emissão for sob um repetidor, então aí é impossível de acontecer, porque o utilizador ao perder o contacto com o repetidor deixa de conseguir emitir.

 

  • Pretendo colaborar com o projeto DMR Portugal, que posso fazer?
    Entra em contacto com j.santos”at”ct1jib.com explicando o pretendido. Também o pode fazer através do Twitter em @dmr_pt.
    Se é um distribuidor de equipamentos e/ou repetidores DMR e quer fazer parte do projeto? Entre em contacto para um possível acordo de parceria.
    Se estiver interessado neste projeto para a sua região, entre em contacto pelo email acima mencionado, iremos ajuda-lo na aquisição e configuração do novo sistema.

Comments are closed.